12 de janeiro de 2017

 Julian Assange, o criador WikiLeaks, concedeu entrevista ao pessoal do NocauteTV e comentou que o Brasil é "o país latino-americano mais espionado pelos EUA".

"Isso é muito interessante porque alguém imaginará, de maneira ingênua, que deve ser a Venezuela ou Cuba", continuou Julian Assange após a alegação. "Porque historicamente foram os maiores adversários dos Estados Unidos, não o Brasil. Por que é o Brasil? O Brasil tem uma economia maior. O Brasil é simplesmente mais importante economicamente".

A entrevista ainda tentou buscar um motivo mais específico sobre o motivo da espionagem sobre o Brasil, perguntando ao criador do WikiLeaks se o pré-sal estava envolvido. Segundo Assange, esse é apenas "um dos fatores na economia".

Durante a entrevista, Julian Assange comentou o seguinte: "Michel Temer teve reuniões privadas com a embaixada americana para repassar questões de inteligência política às quais eles não tiveram muito acesso, discussões das dinâmicas políticas no Brasil".
"Isso não é dizer que ele é um espião pago pelo governo norte-americano. Eu não sei, não existem evidências de que ele seja um espião pago em termos de dinheiro. Estamos falando de construir uma boa relação de forma a ter trocas de informação de parte a parte e apoio político mais adiante."

Você pode assistir aos trechos da entrevista, que ainda deve ser postada na íntegra, clicando aqui.

Fonte: Tecmundo. Colagem de fotos, feita com as fotos postadas no Tecmundo



Deixe aqui seu COMENTÁRIO: