23 de fevereiro de 2015

Hoje (23/02) por meio de sua página oficial na rede social Facebook, o Sindicado dos Jornalistas no Estado do Pará divulgou uma nota manifestando sua solidariedade à jornalista Ronilma Santos.  (Para entender melhor o caso, clique aqui). 

Leia a seguir a nota, na íntegra:
NOTA DO SINJOR-PA
O Sindicato dos Jornalistas no Estado do Pará (Sinjor-PA) manifesta sua solidariedade à jornalista Ronilma Santos, que divulgou, em reportagem publicada no Jornal Folha de S. Paulo, resultados de uma pesquisa da UFOPA, que atestam a contaminação das águas de Alter do Chão, no município de Santarém, na região Oeste do Pará.
É papel do Sinjor-PA, e das instituições de modo geral, defender que o exercício do bom jornalismo seja preservado, de maneira a garantir o avanço da sociedade em seu estado democrático de direito. O direito à informação é fundamental para a construção de uma sociedade livre e democrática.
Por isso, o Sindicato orienta os jornalistas que, no exercício da profissão, sejam coagidos ou constrangidos por outros colegas de profissão, que façam representação à Comissão de Ética e Liberdade de Imprensa do Sindicato, que é a instância mais adequada para avaliar esse tipo de situação, uma vez que envolve jornalistas que se encontram em posições opostas.
Por fim, o Sinjor-PA reafirma sua posição em defesa da liberdade de imprensa e de expressão e repudia toda forma de cerceamento ao direito à informação e ao exercício do jornalismo, desde que seja pautado na Ética e respeito à sociedade, conforme preconiza o Código de Ética dos Jornalistas Brasileiros.

Deixe aqui seu COMENTÁRIO: