11 de julho de 2013

Depois alguns dias sem comentar sobre a política belterrense, finalmente estou de volta. Peço desculpa aos meus caros leitores, pela ausência... é que devido o trabalho e o estudo tenho ficado um pouco sem tempo... 

Mas, enfim, vamos ao assunto de hoje: Mudanças no transporte público de Belterra.

Eu já comentei várias vezes sobre este assunto aqui neste blog, como você pode ver aqui, aqui e aqui. Não quero que este, pareça retórico, por isto não vou repetir toda história novamente, apenas ressaltarei alguns pontos que julgo ser importante na tentativa de elucidar alguns fatos sobre as mudanças no transporte público de Belterra.  

A prorrogação:
Hoje(11/07) completou um mês, deste que aconteceu uma reunião entre a Agência de Regulação e Controle de Serviços Públicos do Estado do Pará - ARCON, Secretaria Municipal de Mobilidade e Transporte - SMT, de Santarém e o DEMUTRAN de Belterra, onde segundo relatos ficou decido que seria dado um prazo de 90 dias de prorrogação, antes da medida ser tomada(mais detalhes sobre esta reunião, leia aqui). Para quem não leu as postagens abaixo, deve está se perguntado, mas que medida é esta? Veja o próximo parágrafo e entenda...

A mudança:
Se esta reunião não tivesse acontecido, deste o dia de 12/06, os ônibus das empresas Borges, Lobato, Shalom e Machado, que fazem linha Belterra/Santarém teriam como final de linha o mercado municipal de Belterra e o Terminal Rodoviário de Santarém, respectivamente(veja mais detalhes sobre esta mudança aqui). Isto representa praticamente metade do transporte coletivo que faz o itinerário interurbano entre Belterra e Santarém. 

A falta de esclarecimentos:
Na tentativa de esclarecer melhor esta situação e entender o por que das mudanças, o signatário deste blog enviou um e-mail à Assessoria de Imprensa da Prefeitura de Belterra no dia 13/06, solicitando explicações, objetivando conhecer qual o posicionamento da Prefeita Dilma Serrão sobre este assunto para que a população belterrense não seja prejudicada. A assessora de imprensa chegou a enviar-nos um e-mail 15/06, prometendo responder nosso e-mail no dia 17. Como não recebemos resposta alguma, no dia 08/07 ratificamos a solicitação por e-mail, mas a ASCON não respondeu nada. Desta forma, ficou evidente que a prefeita Dilma Serrão não quis prestar os devidos esclarecimentos sobre o assunto (Eu teria ficado surpreso se fosse a primeira vez, porém não foi. Veja neste link outra vez que solicitamos informações do governo da prefeita Dilma e também não obtivemos êxito)

No dia 26/06, mandamos um outro e-mail, com o teor bem parecido, desta feita endereçado ao vereador Wilames (PT), líder do governo na câmara. Porém até o presente momento também não recebemos resposta. 

Ainda no dia 26, mandamos um e-mail à um servidor do DEMUTRAN de Belterra, solicitando a versão daquele departamento, porém não obtivemos resposta. Segundo o servidor, o que aconteceu foi que enviei para um e-mail antigo que o mesmo não utilizava mais. Diante disto, reencaminhei o e-mail no dia 08/07 (há 03 dias atrás), porém até agora aquele departamento não nos deu nenhuma resposta.

No mesmo dia, a ARCON também foi questionada, por meio do e-mail arconstm@arcon.pa.gov.br, porém o órgão também não se pronunciou.

Quem também foi questionado sobre estas mudanças foi o vereador Sérgio Cardoso de Campos (Serjão) do DEM de Belterra. Como não tínhamos o e-mail do mesmo, entramos em contato através da rede social Facebook. O mesmo, se prontificou em atender, deste que eu entrasse em contato por telefone. Porém, como havíamos entrado em contato com todos as demais pessoas por escrito, solicitamos que o vereador Serjão também respondesse por escrito, porém não recebemos mais nenhuma resposta do vereador. 

A ideia era fazer este artigo mostrando os prós e os contras (se houvesse, na visão dos entrevistados). A população poderia conhecer a versão da prefeita, de um vereador da base aliada do governo e de outro vereador, que em tese, é da oposição. Além disto, teríamos a visão da ARCON e do DEMUTRAN. A postagem deveria ser esclarecedora, aliás, a população merece, é quem paga os impostos, é quem elege estes "representantes"... Porém, é uma pena que ninguém respondeu os e-mails enviados. Agora, o porque da omissão de informações é que não conseguimos entender, ou será se as perguntas deixaram os senhores(e senhoras) sem respostas?
  • Uma coisa que deixa muitos "encucados", são os motivos para que estas mudanças sejam aplicadas apenas aqui na região do Oeste do Pará. Quem conhece Belém, sabe que vários ônibus das cidades vizinhas, como Ananindeua por exemplo, circulam dentro de Belém, e por que os ônibus de Belterra não podem circular em Santarém? Ou em Belém os ônibus das cidades vizinhas também param na rodoviária? (esta foi uma das perguntas endereçadas à ARCON e ao DEMUTRAN de Belterra). Ou será se Belterra é tão especial assim para ser a primeira a mudar tudo? Ou tem algum outro interesse por trás de tudo? 
  • Outro questionamento do blogueiro, foi sobre a Região Metropolitana, aprovada pela Assembleia Legislativa do Pará em Janeiro de 2012. Em Belém isto funciona, e os ônibus da região metropolitana tem até um preço certo, e a região metropolitana de Santarém não serve pra nada não?
  • Além disto, o blogueiro questionou todos os citados acima, sobre o fato de Belterra e Mojuí dos Campos ainda não dispor de infraestrutura adequada, pois estas cidades tem pouco tempo de emancipação. Todos os dias pessoas viajam de Belterra à Santarém, para trabalhar, realizar transações bancárias, comprar roupas, sapatos, remédios, para consulta (com médicos especializados), para participar de cursos e etc. Além destes, temos também diversos estudantes (não apenas de nível superior, mas também de nível fundamental e médio). É verdade que depois de uma certa pressão, parte dos estudantes de Belterra (de cursos técnicos e superior) participaram de uma reunião com alguns vereadores, na tentativa de evitar prejuízo à eles, porém não foi levado em conta as demais situações. 
  • Outra coisa, no mínimo curiosa é que parece que está todo mundo calado sobre o assunto, até os políticos de oposição.
Portanto... eu quisera dar mais informações sobre este assunto, esclarecer, publicar as versões dos nossos representantes, porém é uma pena que eles não tem o mínimo interesse de esclarecer a população. Conhecimento é poder, e uma população desinformada é o desejo da maioria de nossas autoridades, para evitar que este poder possa "destroná-los" no futuro. 

Até logo!!! O Blog vai continuar cumprindo o seu papel de informar, chamar para o debate e estimular o senso crítico da população, por mais que os nossos "representantes" prefiram omitir toda e qualquer informação.

P.S.: Para quem não sabe, foi devido esta falta de informação que este blog parou de publicar os releases que a ASCOM envia frequentemente com notícias da Prefeitura de Belterra. Este blog não cobra nada pra publicar, mas se a via não é de mão dupla, se quando precisamos de informação esta é negada, torna-se impossível continuar publicando as ações de um governo como este.

Por Ronilson Santos, signatário do Blog do Ronilson

Deixe aqui seu COMENTÁRIO: