21 de fevereiro de 2013

Do leitor Wallace Carneiro*, sobre  a discussão sobre a presença de Yoane Sanchez no Brasil:
Yoane Sanchez, Cuba, ditadura, democracia, liberdade. Parece que um Brasil crítico, dotado do mais sensível sentimento de liberdade e democracia resolveu florescer. Que bom! 

No entanto, toda essa discussão que gira entorno da vinda ao Brasil da blogueira Yoane Sanchez, que ao decorrer dos últimos anos, após o seu regresso da Suíça a ilha caribenha, tem sido “meteoricamente” (e se foi catalisada deve ter um catalisador) umas das mais divulgadas vozes destoantes do Regime Castrista, levando, assim, muitos intelectuais (profissionais ou de facebook) a baterem no peito avocando uma defesa retumbante a liberdade e a democracia e, o mais incrível, por meio de um posicionamento contra o a favor de Yoane. 

Acredito que a discussão sobre ditadura, democracia, liberdade e cia, passa primeiramente por um aspecto conceitual, do contrário essas palavras viram apenas palavras e não se solidificam para depois se dissolverem no ar. 

Porém, poderia aqui mais uma vez falar dezenas de palavras a respeito da blogueira (contra ou a favor), mas que no final em nada alteraria o status quo de nossa liberdade – continuaria entre aspas – sem ter direito a ter direitos, com dezenas de brasileiros encarcerados por sua condição de indignidade humana, com muitos direitos a ter, mas sem condições de tê-los. Continuaríamos tendo uma democracia de fachada, assistindo a discussão inútil do momento, ao mesmo tempo em que um corrupto sobe a presidência de nosso Senado e milhares de jovens se movimentam pelo “FORA RENAN”, ansiosos por uma discussão que quem sabe poderia levar a rediscussão de nosso modelo eleitoral e até mesmo de nossa democracia indireta. 

Enfim, continuaremos na cegueira branca, discutindo a natureza de mocinha ou bandida de uma blogueira que descumpre o que prega, vendendo suas “informações” e nós, sentados em um coliseu de grandes novidades, vendo a banda passar. 

* É advogado e militante do PSOL Santarém

Leia também:
Blogueira Yoani veio "em busca de democracia" no lugar errado

Deixe aqui seu COMENTÁRIO: