4 de janeiro de 2013

A Justiça atendeu pedido do governo e suspendeu a liminar que determinava que o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) liberasse em 48 horas o acesso às provas de redação e aos respectivos espelhos de correção do Exame Nacional do Ensino Médio 2012 (Enem).

Leia mais em :
Justiça Federal derruba liberação imediata de redações do Enem

Deixe aqui seu COMENTÁRIO: