19 de dezembro de 2012

Pastor Gilberto Marques, presidente da AME e líder da Convenção Interestadual de Ministros e Igrejas Evangélicas Assembleias de Deus no Estado do Pará (COMIEADEPA). Foto reprodução. 
O pastor Gilberto Marques, presidente da Associação Amazônica Evangélica (AME), está concorrendo ao prêmio Nobel da Paz devido à idealização do projeto que possui parceria com a Embaixada Brasileira no Haiti.

Independente disso, a AME já desenvolve um projeto de responsabilidade social em comunidades ribeirinhas do Pará, prestando serviços de saúde e cidadania. O pastor foi um dos indicados ao Prêmio Nobel por realizar trabalhos de assistência socioeducativos com índios na região sul do Pará e por manter o projeto "Criança Cidadã", que tira crianças e jovens da criminalidade do bairro do Maguari, em Ananindeua.

A AME deve levar especialistas para ajudar no Haiti. Segundo o pastor Gilberto, é preciso garantir melhorias na educação de crianças e jovens. (Suellen de Queiróz /DOL)

Deixe aqui seu COMENTÁRIO: