30 de novembro de 2012

Foto reprodução.
SAMU de Belterra não funcionará no período noturno, até que a Secretaria de Saúde atenda as revindicações.

Na tarde de hoje(30) o prefeito de Belterra, Geraldo Pastana e o Secretário de Saúde, Juvercílio Pereira(Juva), se reuniram com funcionários do SAMU, para tratar do comunicado protocolado ontem, no Gabinete do Prefeito e na Secretaria Municipal de Saúde – SEMSA. No comunicado, os funcionários do SAMU apresentaram várias reivindicações e afirmaram que só vão trabalhar durante o dia, até que todas elas sejam atendidas. 

Segundo informações, não houve acordo sobre as perdas salariais e os funcionários do SAMU decidiram continuar com o manifesto, trabalhando apenas durante o dia, até o final do ano.
Em contato com o secretário de saúde, o mesmo disse que não existem salários atrasados. Para ele, o atraso no pagamento deste mês, se deu por conta dos problemas de internet na região. Juva negou que tenha acontecido redução de salários durante a sua gestão. Segundo ele, a Secretaria de saúde teve de enxugar a folha devido a lei de responsabilidade fiscal e para que não houvessem demissões, a solução encontrada por reduzir (cortar?) as gratificações e vantagens, mas nos salários não houve redução, afirmou o secretário. 

Sobre os uniformes, que os funcionários afirmam que estão deteriorados, Juva disse que ficou acertado na reunião que os mesmos serão confeccionados a partir de janeiro. Quando perguntado, se a futura prefeita, Dilma Serrão, sabia do acordo, o secretário não soube explicar, pois segundo ele, quem fez este acordo foi Geraldo Pastana. 

Um funcionário de apoio da Secretaria de Educação foi cedido para o SAMU, pois esta era uma revindicações da categoria. 

Em relação à reforma do prédio, o secretário disse que não cabe à Secretaria de Saúde fazer a reforma e sim ao dono do imóvel(pois o mesmo é alugado) e afirmou que já estão entrando em contato com o mesmo para solucionar o problema.

Deixe aqui seu COMENTÁRIO: