13 de novembro de 2012

Você não gosta das alterações que fabricantes e operadoras fazem no Android? Prefere a experiência pura do Android? Ou não tem paciência para esperar as atualizações oficiais? Qualquer que seja a sua motivação, o CyanogenMod está aí para salvá-lo. A ROM personalizada de Android mais famosa do mundo chega à décima versão, equivalente ao Android 4.1 Jelly Bean, para alguns aparelhos — novos e antigos.

O CyanogenMod é uma ROM personalizada que substitui o Android pré-instalado em diversos smartphones e tablets. O usuário ganha, com isso, um sistema bem mais “limpo” do que o original, bem mais próximo ao que equipa os aparelhos da linha Nexus, do Google. Em alguns casos, ante o descaso das fabricantes, essa acaba sendo a única forma de atualizar o sistema de determinados modelos.

O CyanogenMod 10 chegou hoje à versão final/estável. Ele é baseado no Android 4.1 Jelly Bean, contando com todas as novidades e melhorias dessa versão. São 30 aparelhos suportados pela ROM estável; os mais interessantes para nós são:
  • ASUS Transformer Pad
  • ASUS Transformer Pad Infinity
  • Google Galaxy Nexus (GSM)
  • Google Nexus 7
  • HTC One S
  • LG Optimus Black
  • Motorola Xoom (3G)
  • Motorola Xoom (Wifi)
  • Samsung Galaxy S
  • Sony Xperia T
Uma ausência notável é a do Galaxy S III: as diferentes versões exclusivas para o mercado norte-americano têm suporte ao CM10 estável; mas a global, que é vendida no Brasil, ainda não. É questão de tempo.

Nesse caso, você pode usar a versão Nightly, propensa a alguns bugs mas bastante utilizável. Dos aparelhos com suporte a CM10 nightly, temos: Samsung Galaxy S III internacional, Galaxy S II internacional, Nexus S, Galaxy Tab, HTC One X, LG Optimus 2X e outros – veja a lista completa aqui.

Por sua vez, alguns aparelhos (bem) antigos, como o Nexus One, do começo de 2010, ficaram de fora — há limitações de hardware que nem o CyanogenMod acha válido superar.

A instalação do CyanogenMod fica mais fácil a cada nova versão lançada, mas ainda oferece alguns riscos. É preciso fazer root no smartphone e depois usar algumas ferramentas bem específicas para que a operação surta efeito. Há o risco de transformar o seu lindo e caríssimo celular em um peso de papel, então, leia bastante e tome muito cuidado antes de tentar qualquer coisa. Baixe o CyanogenMod 10 estável no link a seguir: [CyanogenMod via The Verge via Gizmodo]

Deixe aqui seu COMENTÁRIO: