2 de agosto de 2012



São Paulo - As três operadoras punidas pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), TIM, Oi e Claro, receberam hoje a liberação da agência reguladora para voltar às vendas.

A partir de amanhã (3), as teles poderão retomar a venda de chips e planos de dados nos Estados em que estavam proibidas de efetuar vendas desde 23 de julho.


Com a determinação, a Claro poderá retomar as vendas nos estados de São Paulo, Santa Catarina e Sergipe. Já a Oi poderá normalizar seus serviços no Amapá, Amazonas, Mato Grosso do Sul, Rio Grande do Sul e Roraima. A TIM, que foi punida em oito Estados, poderá retomar as vendas em todos eles.


A Anatel havia determinado, no final de julho, que as três teles congelassem suas vendas até apresentar um plano de investimentos para os próximos dois anos.

A principal razão da punição, segundo a Anatel, é o fato das teles apresentarem um volume de queixas de seus consumidores acima do acordado com a agência. A liberação veio após a agência aprovar os planos de ação das operadoras, apresentados na semana passada.

A proposta apresentada pela Oi cita investimentos de R$ 24 bilhões, previsto para o período de 2012 a 2015, considerado adequado pela operadora para atender a demanda planejada de telecomunicações.

As projeções da Claro incluem indicadores de qualidade, investimentos de 6,3 bilhões de reais até 2013 e melhora do atendimento. Além disso, a operadora afirmou que planeja a instalação de um cabo submarino que ligará o Brasil até os Estados Unidos, passando por Rio de Janeiro e Fortaleza e chegando até Miami.

Já a TIM, que foi punida com mais vigor, prometeu investir 9 bilhões de reais em suas redes até 2015. A única grande tele a escapar da punição, a Vivo, também teve que apresentar um plano para melhorar a qualidade de seus serviços. A Vivo não teve as vendas suspensas porque seu índice de queixas junto a Anatel é mais baixo que o apontado pelas concorrentes.

Entenda a punição - As empresas de telecomunicações Claro, TIM e Oi foram proibidas pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) de comercializar linhas de telefonia celular e internet em função da má qualidade dos serviços prestados.

A medida começou a valer dia 23 de julho e afeta todas as regiões do país. A Operadora TIM foi proibida em 19 estados, a Oi em cinco e a Claro em três.

Para voltar a vender, as empresas precisariam apresentar dentro de 30 dias à Anatel um plano de investimentos detalhado para os próximos dois anos.


Somente após a Anatel aprovar o plano de ação apresentado pelas empresas, com medidas capazes de garantir a qualidade do serviço, é que as vendas poderão ser retomadas.

Todas as teles já apresentaram seus projetos de melhoria à Anatel. Mas somente Claro e Oi tiveram um retorno positivo da agência. Por enquanto não há previsão para a volta das atividades da TIM. (Fonte: Info.Abril )

Deixe aqui seu COMENTÁRIO: