31 de julho de 2012

Supremo Tribunal Federal - STF . Imagem da Abril
O STF anuncia em sua página oficial, que a partir de amanhã estará disponibilizando as credenciais de imprensa, para os repórteres que utilizarão as 75 cadeiras reservadas para a imprensa durante o julgamento da Ação Pena 470 ( "suposto" mensalão). No referido anúncio, o STF aproveita para esclarecer as regras: É proibido fotografar - com exceção dos fotógrafos credenciados, exige um traje padronizado e nada de conversa paralela durante o julgamento.

Veja abaixo a postagem publicada no site do STF:

AP 470: Credenciais de imprensa estarão disponíveis na quarta-feira (1º)
Os veículos de imprensa que solicitaram ao Supremo Tribunal Federal o credenciamento de profissionais para a cobertura do julgamento da Ação Penal 470 devem retirar as credenciais na Secretaria de Comunicação Social (SCO) do STF nesta quarta-feira (1º).

Para circularem na área externa do edifício-sede do STF e nas imediações, os profissionais credenciados terão de se identificar com a segurança do Tribunal, mediante a apresentação de identidade funcional ou documento oficial com foto. Já o acesso à área interna, que inclui sala onde foi montado um comitê de imprensa no segundo andar, dependerá da apresentação de credencial, bem como de identidade funcional ou RG.

Dentro do plenário, estão reservadas 75 cadeiras para a imprensa. Um cartão de acesso por veículo será entregue juntamente com as credenciais. Esse cartão poderá ser utilizado em sistema de revezamento entre profissionais da mesma empresa.

Como o espaço é limitado, não foi possível atender à demanda de sites e blogs regionais ou locais, que terão assento no comitê de imprensa.

As credenciais devem ser retiradas a partir das 9h30 do dia 1º, na sala da Coordenadoria de Imprensa do STF (A-229), localizada no 2º andar do edifício-sede.

Os fotógrafos credenciados só entrarão no plenário se acompanhados de servidores da Secretaria de Comunicação Social e permanecerão por curtos períodos, de cerca de cinco minutos. Se necessário, a entrada será por sistema de rodízio. Para eles, não será exigido o cartão de acesso ao plenário.

Os cinegrafistas não terão acesso ao plenário, mas poderão permanecer na área externa do edifício-sede.
No comitê de imprensa, no segundo andar, cerca de 70 repórteres de rádio, TV, jornais, revistas, sites e agências poderão assistir às sessões. Esse espaço também acomodará os repórteres fotográficos.

Na área externa, poderá haver gravação de passagens e entrevistas. É neste espaço que se concentrarão os caminhões de link, cinegrafistas de TV e técnicos de rádio.

O prazo para pedidos de credenciamento encerrou-se no dia 20 de julho. Não serão aceitas credenciais de outros órgãos.

Internet

A rede de acesso à internet existente no STF não é suficiente para comportar a demanda. Para utilizar a internet, o Tribunal recomenda que cada profissional traga placa de acesso apropriado ao seu computador.

Trajes

Como tradicionalmente ocorre, a entrada no plenário requer o uso de paletó e gravata, para homens; e tailleurs ou terninhos, para mulheres. Não é permitida a entrada de pessoas calçando tênis e sandálias rasteiras ou trajando roupa em tecido jeans.

Também está proibido tirar fotos e realizar filmagens, com qualquer tipo de equipamento, exceto para fotógrafos credenciados. Os telefones celulares devem estar no modo silencioso. O ambiente será de silêncio, não sendo admitidas conversas nem manifestações.

Leia mais:
9/7/2012 - Comunicado a advogados e partes da AP nº 470 (atualizado em 18/07/2012)

Deixe aqui seu COMENTÁRIO: