30 de julho de 2012

Foto divulgação
O Aeroporto Internacional de Belém/Val-de-Cans – Júlio Cezar Ribeiro (PA) iniciou nesta sexta-feira (27/7) os trabalhos de utilização de gaviões asa-de-telha para afugentar e capturar aves na área de pousos e decolagens do terminal. As atividades de falcoaria, autorizadas pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), fazem parte das medidas propostas no Plano de Manejo de Fauna do Aeroporto de Belém. 

O aeroporto contará com dois gaviões, Osco e Naruma, que farão rondas em áreas próximas do aeroporto, afastando e capturando pássaros próximos do sítio aeroportuário. Na captura, os gaviões são treinados para imobilizar as aves, que, uma vez controladas, serão redirecionadas para áreas de soltura indicadas pelo Ibama. O objetivo é reduzir a incidência de aves na área, contribuindo para o controle do perigo aviário nas operações do aeroporto.

A ação faz parte de convênio estabelecido entre a Infraero e o Centro de Desenvolvimento Tecnológico da Universidade de Brasília (CDT-UnB) para elaborar e implementar planos de manejo de fauna em aeroportos da Rede. Outro terminal da Infraero que utiliza a falcoaria no manejo de fauna é o Aeroporto Internacional de Porto Alegre/Salgado Filho (RS).

O superintendente do aeroporto, Samuel Lima Sales, destacou a importância do projeto. “A implantação de mais uma ação do plano de manejo da fauna em Belém fortalece ainda mais a segurança do aeroporto, e mantém tanto a tranquilidade do dia a dia das operações quanto a estabilidade do ecossistema ao redor”, pontuou.

Assessoria de Imprensa - Infraero
imprensa@infraero.gov.br
www.twitter.com/canalinfraero

Deixe aqui seu COMENTÁRIO: