9 de julho de 2012

Vocês se lembram do caso do Galaxy S III que explodiu apenas na base do aparelho, que permitia o dispositivo ser utilizado, mas quando era necessário utilizar as redes de dados para telefonia e conexão com a internet ele apenas servia como peso de papel capaz de rodar aplicativos e jogos?

Pois bem a Samsung descobriu por que ele explodiu!

E não foi bem assim “explodiu”! Se vocês lembram, o usuário que teve o smartphone avariado, levou à operadora de onde adquiriu o Galaxy S III, sendo enviado à Samsung, que, por sua vez, enviou o aparelho à Fire Investigations UK (FIUK), uma organização independente, para atestar a real causa do Galaxy S III ter explodido dentro do carro do usuário identificado apenas pelo seu nickname no fórum “dillo2k10”.


O Galaxy S III foi então submetido a uma série de análises técnicas que descobriu que o aparelho não havia explodido através de uma fonte interna de calor, mas sim submetido a uma fonte externa. O laudo atestou que “a única maneira que era possível produzir danos similares aos registrados no dispositivo danificado caso o proprietário tivesse colocado o smartphone ou partes de componentes dentro de um forno de micro-ondas doméstico.”

Bingo! E foi justamente isso que aconteceu! O dono do Galaxy S III, dillo2k10, admitiu no mesmo fórum onde ele reportou a explosão, no Borads.ie, que uma terceira pessoa teria tentado enxugar a água que entrou no aparelho utilizando o forno de micro-ondas e que não foi um ato deliberado, mas um erro estúpido ao tentar secar o smartphone, que tinha sido exposto à água.


Portanto, caso encerrado e de modo bem transparente, fato difícil de se ver, e que particularmente não achava que veria solução para isso, mas tudo foi investigado e solucionado como deveria ser.

Agora o iPhone pode pegar sua função exclusiva, que deve ser patenteada, e explodir à vontade e ser um dos smartphones mais desejados de 9 entre 10 homens-bombas!

Deixe aqui seu COMENTÁRIO: