29 de fevereiro de 2012

Praga é instável e faz Windows pedir para ser reiniciado
 constantemente. (Foto: Reprodução)
A Linha Defensiva analisou um virus brasileiro que usa uma técnica especial para injetar seu código no sistema.

A técnica consiste em substituir o boot loader por um arquivo especialmente preparado para inicializar o Windows e ao mesmo tempo executar o código malicioso, dificultando a remoção e a identificação da praga.

A novidade do vírus encontrado pela Linha Defensiva é que a técnica foi adotada com sucesso no Windows 7, mesmo em 64 bits. Até agora, os vírus brasileiros só usavam essa técnica no XP.

Por algum motivo, a praga é instável no Windows XP. Nos testes da Linha Defensiva, a instalação do vírus destruiu o sistema, que ficou travado em uma tela da Ferramenta de Remoção de Software Mal-intencionado (MSRT) da Microsoft.

O vírus analisado é um Banker – praga que busca roubar senhas de bancos. Os componentes da praga têm mais de 25 MB de tamanho. A utilização de técnicas complexas como essa dificulta a identificação e a remoção do vírus, além de dar prioridade à praga, para que ela consiga remover softwares de segurança. ( Fonte: Linha Defensiva) 

Click aqui e continue lendo sobre este assunto
Clique aqui e envie sua sugestão de postagem ou denúncia

Deixe aqui seu COMENTÁRIO: