27 de fevereiro de 2012

Médico e vereador Nélio Aguiar
O deputado estadual Alessandro Novelino (PMN) morreu em acidente aéreo na manhã deste sábado, quando viajava em uma aeronave, junto com alguns assessores. O acidente aconteceu às proximidades da cidade de Acará, no Nordeste do Pará.

A fatalidade que envolveu a morte do deputado estadual Alessandro Novelino em um acidente aéreo foi determinante para as mudanças no quadro político de Santarém, em pleno ano de eleições municipais. O vereador Nélio Aguiar, é o primeiro suplente do Partido da Mobilização Nacional (PMN) e obteve nas eleições quando disputou uma vaga à Assembléia Legislativa, precisamente 19.151 votos. Se o critério da substituição fosse levado em conta o critério as coligação, Nélio também teria direito á vaga, pois é primeiro suplente do partido e também da coligação.

Nélio, em entrevista ao IMPACTO, lamentou o episódio, por se considerar amigo de Novelino. “Estou consternado, pois tinha com ele relação de amizade”, lamentou. Nélio disse que a relação de apreço era tamanha, que Novelino durante a campanha, disponibilizou um helicóptero para que Nélio fizesse sua campanha com mais agilidade. Na época, Nélio recusou a oferta e agradeceu a deferência.

Em casos de vacância, o vereador Nélio Aguiar deve esperar a comunicação por parte do presidente da Assembléia Legislativa do Pará, Manoel Pioneiro. O prazo regimental é de 30 dias para as providências de documentação, relativas à posse.

Nélio Aguiar vinha sendo sondado para ser candidato a vice-prefeito de Santarém, por uma chapa de oposição, por ser considerado um nome sem rejeição, e que poderia fazer a diferença em uma disputa. Sobre isso, Nélio foi instado a se posicionar diante dos desdobramentos que vão culminar com o fim de um mandato na Assembléia Legislativa. Nélio ao ser indagado respondeu com toda a convicção. “Vou assumir a vaga deixada pelo Novelino, e já é ponto pacífico que não aceitarei concorrer à vaga de vice-prefeito de Santarém”, declarou.

Desde o ano passado o vereador Nélio Aguiar vinha sendo cogitado para substituir o deputado João Salame, o mais votado do partido, que como segundo colocado nas eleições de Marabá, assumiria o cargo do prefeito eleito, Maurino Magalhães. Maurino chegou a ser cassado no dia 03 de outubro do ano passado, pela juíza eleitoral Claudia Regina Moreira Favacho Moura, acusado de praticar “caixa 2”, durante a campanha eleitoral de 2008. Com a confirmação de que o deputado João Saleme, segundo colocado na disputa assumiria a vaga de Maurino, Nélio assumiria a vaga de Salame. Mas antes que Salame se decidisse, a prefeitura de Marabá passou a ser administrada provisoriamente pelo presidente da Câmara de vereador Nagib Mutran Neto (PMDB). O deputado João Salame temia perder o mandato de deputado caso Maurino fosse reconduzido ao cargo, o que acabou acontecendo.

O prefeito de Marabá, já havia sido cassado no início deste ano, pelo juiz Cristiano Magalhães Gomes pelos mesmos motivos, e retomou a posição por forma de liminar.

O desfecho acabou beneficiando Maurino a permanecer no cargo, afastando todas as possibilidades de Nélio assumir a vaga de Salame.

Com a vacância de Nélio Aguiar na Câmara de Santarém, seu substituto deverá ser Rogério Cebulisk, conhecido popularmente como Gaúcho, que tem como reduto maior o bairro da Nova República, na condição de primeiro suplente do PMN.

Fonte: RG 15/O Impacto
Clique aqui e envie sua sugestão de postagem ou denúncia

Deixe aqui seu COMENTÁRIO: