12 de janeiro de 2012

Meicilane Freitas foi velada esta manhã
Uma mulher que estava grávida de trigêmeos morreu na noite de quarta-feira (11) no Pronto Socorro Municipal (PSM). A família dela acusa o hospital de negligência no atendimento.

De acordo com o marido, Meicilane de Souza Freire de 26 anos estava grávida de 8 meses e há alguns dias vinha se sentindo mal, por isso resolveram buscar atendimento. 

Durante a manhã de quarta-feira foram até a Casa da mulher, onde ficou em observação até às 16h e a médica que fazia o acompanhamento a liberou para sua casa, porém por volta das 22h Meicilane passou mal novamente e o marido a encaminhou ao PSM. Ele relata que ao chegar no hospital, sua esposa ficou jogada no chão por falta de leito.

“Ficou no chão, sem a gente poder fazer nada, quando a gente pediu pra enfermeira arranjar uma maca, ela disse ‘deixe no chão que não tem maca’. A gente teve que colocar ela no chão se tremendo todinha (...) quando ela chegou a ir para a sala cirúrgica, não tinha mais o que fazer, ela tava morrendo no chão, o doutor passou muito tempo pra chegar”, afirma o marido Regildo Lira Freitas. 

A cunhada mostrou exames que comprovaram que a pressão da grávida estava bastante elevada. O resultado de ultra-som apontou que Meicilane estaria grávida de gêmeos, mas depois da morte da paciente a família descobriu que na verdade eram trigêmeos. Um dos bebês sobreviveu e está em observação.

O corpo de Meicilane e dos dois bebês foram velados em casa hoje (12) pela manhã no bairro de Santana. Segundo informações, agora a tarde a única criança que havia sobrevivido também veio à óbito.

A direção do Hospital municipal informou através de nota que está apurando o caso e hoje a tarde deve se pronunciar dando os esclarecimentos sobre o caso.
Com informações do Portal No Tapajós

Deixe aqui seu COMENTÁRIO: