24 de janeiro de 2012

"Violência não combate truculência, violência gera mais violência!"
Bem, já que a mídia só fala de Pinheirinho, eu também resolvi escrever alguma coisa.

Pelos sites e blogs, tem muita gente reclamando da truculência da polícia, denunciando o Geraldo Alckmin, pedindo ajuda à presidente Dilma e etc...

Eu bem sei que em Pinheirinho, havia muita gente de boa fé, que estava morando lá por necessidade, que não tinham para onde ir, mas parece-me que nem todos eram assim. Segundo denúncia da VEJA, o “Líder” do Pinheirinho não mora na área, tem casa própria e carro, é dirigente do Sindicato dos Metalúrgicos e filiado ao PSTU. Claro nada contra ninguém, só estou tentando mostrar os dois lados...


A mídia chegou a divulgar imagens chocantes, de pessoas sendo presas, espancadas e etc... E isto realmente tem que ser apurado. O Ministério Público tem que acompanhar de perto este caso. Agora, em Pinheirinho, também havia uma "Tropa de Choque", disposta a lutar, a enfrentar, a dar cacetadas também... Veja as imagens abaixo e veja esta tropa, protegidas com pneus e pedaços de plástico, com pernas protegidas com pedaços de canos, capacete de motoqueiro, e pedaço de paus das mãos - alguns com vários pregos nas pontas, uma verdadeira arma mortal -, outros estão usando foices e por cima está qual bandeira? Amplie a foto e você verá a bandeira da CSP-CONLUTAS - Central Sindical e Popular. Esta Central Sindical é ligada à qual partido mesmo? Pesquise no Google e descubra você mesmo...

Esta tropa estava preparada pra que mesmo? Era para um enfrentamento, claro que sim...

Que que é isso? Que arma é essa?

Durante a noite aconteceram diversos incêndios, pessoas usaram coquetéis de molotov contra diversas casas e etc... É incrível, mas em diversas manifestações que estão acontecendo nos últimos dias, pessoas estão usando esse tipo de "bomba incendiária" caseira. 

Eu bem sei que muitos da esquerda não vão concordar com esta postagem. Não tem problemas, eu não posto para agradar e sim para mostrar os dois lados da moeda. O erro, de alguns movimentos sindicais, conforme revelam as fotos acima, é apelar para violência, é querer confrontar com a polícia, em vez se posicionar sempre de uma forma legal e amparada pela lei... Depois levam tiro de bala de borracha, são presos, levam cacetadas, spray de pimenta e querem fazer "show" na mídia, como sendo vítimas... Vítima é uma coisa, combatente é outra...

Entendam bem, não estou generalizando, tenho certeza que em Pinheirinho, haviam pessoas que realmente precisavam está lá, que precisam ser amparadas pelo governo, que não tem casas, que viviam lá por que não tinham outra opção, mas estas, apesar de não estarem com vontade de saírem de lá, não estavam com intenção de partir para um confronto com a polícia.

Portanto, concluo com um simples ideia "violência gera violência". Se a polícia vai à um local, e encontra uma "tropa" da forma mostrada acima, é lógico que a polícia vai perceber que o caso é sério, e vai agir com firmeza. 

Para concluir, cito como exemplo Martin Luther King Jr. que foi um dos mais importantes líderes do movimento dos direitos civis dos negros nos Estados Unidos, e no mundo. Ele foi a pessoa mais jovem a receber o Prémio Nobel da Paz em 1964... Lutou, lutou e morreu pela causa, mas sempre lutou de forma pacífica, sem usar a violência como forma de combater violências... Que o exemplo do nobre Martin Luther King, possa ser seguido pela esquerda brasileira.
* Fotos encontradas no Google

Deixe aqui seu COMENTÁRIO: