2 de janeiro de 2012

Faixa afixada em casa de palha em Cuipiranga durante
o I Encontro mostra a associação entre a luta dos cabanos o enfrentamento
da atual ameaça das hidrelétricas no rio Tapajós.
Pelo segundo ano consecutivo, a pequena comunidade de Cuipiranga, às margens do rio Tapajós, quase em frente de Santarém, será palco de um evento voltado à história e à memória da Cabanagem. Trata-se do II Encontro da Cabanagem, que acontecerá entre os dias 06 e 08 de janeiro, e que é uma iniciativa da Associação dos Moradores de Cuipiranga, com apoio do “Projeto Memórias da Cabanagem” (Programa de Antropologia e Arqueologia/PAA/ICS/UFOPA), DCE-UFOPA, SINTEPP, Prefeitura Municipal de Santarém, Dep. Edmilson Rodrigues, Ver. Carlos Jaime e Radio Rural, entre outros.

O objetivo do II Encontro, do mesmo jeito que o daquele que aconteceu em janeiro de 2011, é valorizar e celebrar a memória e a atualidade da luta dos cabanos, no lugar onde tiveram o seu mais resistente acampamento no Baixo Amazonas, e onde até hoje os moradores e descendentes lutam pelos seus direitos. Fazem parte da programação, além dos debates, piracaia, caminhada, levantação de mastro, folia do Marambiré, celebrações religiosas e homenagens aos mortos na guerra.


Toda essa mobilização tem à frente o antropólogo, frade franciscano e professor na UFOPA Florêncio Almeida Vaz, que atualmente coordena o Projeto Memórias da Cabanagem, onde estudantes e professores pesquisam a história da Cabanagem nos livros e recolhem as lembranças dos moradores sobre o período da guerra. A adesão dos estudantes universitários tem sido fundamental para o sucesso da iniciativa.
O resultado tem aparecido na forma de documentários em vídeo e textos, que são devolvidos aos comunitários através de encontros e debates. Os moradores parecem gostar, pois estes encontros sempre reúnem um significativo número de pessoas que querem contar e escutar histórias sobre a Cabanagem, e que querem se ver também nos filmes produzidos na região.

O primeiro momento deste processo foi a Caravana da Memória Cabana, um grupo de aproximadamente 20 pessoas, que no fim de maio de 2010 reuniu jornalistas, antropólogos, fotógrafos, cineastas e estudantes, e percorreu 10 comunidades no Baixo Tapajós. As 40 horas de gravação de imagens, com as memórias de 80 moradores, já resultaram em dois documentários: “Cuipiranga”, de Cristiano Burlan, lançado no I Encontro há um ano, e “Memórias Cabanas” de Clodoaldo Correa, que será lançado no dia 06 de janeiro em Cuipiranga, durante o II Encontro. Aguarda-se para breve um romance da antropóloga paulista Deborah Goldemberg, que junto com o Prof. Florêncio Vaz coordenou a Caravana da Memória Cabana. Outros artigos, dissertações e teses estão a caminho.

Os interessados em participar da Caravana que sairá de Santarém na manhã do dia 06/01/2012, devem reservar sua vaga URGENTEMENTE:
Prof. Dr. Florêncio Almeida Vaz – UFOPA
Coordenador do Projeto Memórias da Cabanagem
florenciovaz@uol.com.br Tel. (093)9184-4900

Deixe aqui seu COMENTÁRIO: