5 de janeiro de 2012

Foto do Blog Língua Ferina
“Tenho medo de acordar e ser surpreendido com minha casa no meio do rio Madeira”, com essas palavras o portovelhense Francisco de Souza relatou o sentimento que vive a comunidade do bairro Triângulo que mora próximo à margem do rio e está vendo desde a última segunda-feira (2) quando as comportas da UHE Santo Antônio foram abertas e o barranco começou literalmente a desmoronar.

“Moro nessa comunidade há mais de 28 anos e nunca vi um banzeiro tão forte como esse”, relatou Francisco, que também alegou que buscou respostas junto à prefeitura de Porto Velho e foi informado de que a situação seria de inteira responsabilidade do Consórcio Santo Antônio Energia.

Na última segunda-feira (2) moradores do distrito de Jacy-Paraná entraram em contato com a redação do Rondoniaovivo e afirmaram que várias casas estariam alagadas em uma comunidade próxima ao rio Madeira, com a abertura das comportas a situação parecia ter melhorado em Jacy, porém tal medida fez com que a água batesse com uma agressividade impressionante nas margens desde as imediações da usina de Santo Antônio até o bairro Triângulo. >>>Click aqui e leia mais>>>

Deixe aqui seu COMENTÁRIO: