20 de janeiro de 2012

O secretário de Recursos Humanos do ministério do Planejamento, Duvanier Paiva Ferreira, faleceu na madrugada desta quinta-feira, vítima de um infarto agudo no miocárdio. A suspeita é de que ele tenha tido o atendimento médico negado em dois hospitais de Brasília - Santa Lúcia e Santa Luzia - antes de morrer.

Duvanier era um dos "braço de ferro" da Dilma que comandava a "negociação"* salarial com os servidores federais da educação. Ontem mesmo, ele esteve reunido durante o dia inteiro com a FASUBRA - Federação dos Sindicatos dos Trabalhadores das Universidades Públicas Brasileiras - numa queda de braço, por aumento salarial, além de outros exigências, que vem ser arrastando à anos.

No ano passado, mesmo após três meses em greve, a FASUBRA pois fim a greve dos servidores federais em educação pública, praticamente sem nenhum ganho importante, pois a presidente Dilma e o secretário Duvanier não queria negociar com a categoria em greve. Com a morte de Duvanier, paira a dúvida da cabeça de muitos servidores federais de como ficará a "negociação".
* Coloquei negociação entre aspas, pois esta é "negociação" em que não há negociação, ou seja, até agora, eu não vi nenhum ganho real à categoria que seja fruto desta negociação. Para mim, negociação é quando os dois lados são contemplados.

Deixe aqui seu COMENTÁRIO: