5 de janeiro de 2012


Houve um tempo, por volta do ano 1997 - aproximadamente - onde os orelhões eram a "melhor" forma de comunicação existente em Belterra. Melhor, entre aspas, pois como não havia telefones fixos, os orelhões da Telemar - a atual Oi - eram uma das únicas soluções.  A outra solução, era fazer uso da cabine telefônica, localizada próxima à Prefeitura, onde as pessoas faziam filas para receberem ligações ou ligarem para seus parentes que moravam em outras cidades. Eu mesmo, fui várias vezes àquela cabine telefônica com minha mãe e minha irmã, à espera de uma ligação do meu pai, que na época estava trabalhando em Manaus - AM.

Na verdade, os orelhões, andaram longe de ser algo bom, quase sempre eles tinham algum defeito, engoliam o cartão telefônico e na maioria das vezes não funcionavam de forma alguma. Mais tarde, os telefones fixos começaram à ser instalados nas residências e os orelhões passaram a ser esquecidos. Hoje, com a chegada telefonia móvel - da Vivo - é muito difícil que alguém ouse comprar um cartão telefônico, para tentar uma "maratona" pela cidade em busca de um orelhão que funcione.  

Eu diria, que a Telemar - atual Oi - poderia ser hoje, a única empresa de Telefonia móvel da cidade. Porém, sabe-se lá o motivo, a empresa nunca se interessou para colocar um "antena de celular" em Belterra. Belterra esperava pela telefonia móvel, até que a Vivo chegou e a partir de então muitas pessoas abandonaram os telefones fixos e os orelhões. Este é um ótimo exemplo de que, quem não valoriza, perde. Portanto, vendo hoje um orelhão, na estrada Um, próximo à Rua Jaguar, só me restou escrever esta postagem com o título: Adeus orelhões...

Deixo aqui o meu recado para a Vivo: Se cuida Vivo, quem não valoriza, perde.
Assim que a Vivo estreou em Belterra era tudo mil maravilhas, porém com o passar do tempo, o sinal começou a piorar, e eu tenho recebido dezenas de reclamações de pessoas que não conseguem nem usar o Vivo On, pois o sinal está oscilando muito. Cuidado Vivo, a TIM pode fazer um dia com você, da mesma forma que você fez com a Oi. Aliás, eu não quero fazer uma postagem em breve, com o título: Adeus Vivo!! Fica aqui o meu alerta.
Orelhão em Belterra

Deixe aqui seu COMENTÁRIO: