18 de novembro de 2011


Professores da rede estadual de ensino estão reunidos, na manhã desta sexta-feira (18), para decidir se continuam ou não a greve, que já dura 47 dias. A assembleia acontece no auditório do clube Paysandu, em Nazaré. São esperados centenas de trabalhadores para decidir os rumos do movimento.

Imagem meramente ilustrativa
encontrada na web.

A assembleia de hoje é decisiva, já que nesta sexta-feira (18) vence o prazo dado pela Justiça para que o sindicato apresente um cronograma com a reposição das aulas após o fim do movimento. Também a partir de hoje, se os profissionais de educação continuarem a greve, passarão a ter os dias descontados em folha.

Ontem a categoria resolveu se retirar da sede da Sepof (Secretaria de Planejamento, Orçamento e Finanças), após cerca de 24 horas de ocupação e pediu que a Polícia Civil fizesse uma vistoria no prédio para garantir que não houve nenhuma depredação e que o movimento foi pacífico.

Greve - Os professores exigem o pagamento do piso salarial nacional, determinado pelo STF (Supremo Tribunal Federal), que não é cumprido  pelo Governo. O Governo do Estado informou que não negocia com a categoria em greve. A Justiça considerou o movimento ilegal e determinou retorno imediato ao trabalho, mas os servidores não cumpriram. O Ministério Público do Estado entrou com ação contra o Governo para investigar o não pagamento do piso salarial.

Fonte:  Redação Portal ORM

Deixe aqui seu COMENTÁRIO: