11 de setembro de 2011


O PSTU divulgou uma nota, onde explicam (ou melhor, tentam explicar) os motivos pelos quais eles dirão NÂO ao Tapajós(e ao desenvolvimento).Na nota eles criticam a unidade em torno do movimento do SIM: “Todos, num único som, gritam: Sim ao estado do Tapajós! Mas o que move esta estranha unidade?”

O PSTU também fez questão de dizer que “O estado do Tapajós está dentro de um projeto de parte da burguesia, portanto, contra a classe trabalhadora”. (Risos)

Nem mesmo o PSOL – que em geral anda lado a lado com o PSTU - escapou das alfinetadas que a nota espalhou pra todo lado: “Até mesmo um setor do PSOL em Santarém passou a defender o SIM com argumentos muito próximos do petismo, abandonando para isto a própria posição política do partido.”

No final, como sempre, fizeram questão de expor seus ideais políticos, como se fosse o único inerrante. Ainda bem que o PSTU existe, a voz da verdade...

NOTA DESTE BLOGUEIRO SOBRE A NOTA DO PSTU:

1 – Eu apoio e defendo o SIM ao Tapajós. E não faço parte de burguesia nenhuma. Não tenho nenhum vínculo partidário, e não sou tapado como alguns pensam que somos. Eu defendo o Estado do Tapajós, porque sei que este é o melhor caminho para o nosso desenvolvimento. Defendo o Estado do Tapajós, porque não sou “amarrado” a nenhum partido político que seja contra. Eu não tenho que defender bandeira nem sigla, o meu interesse é o desenvolvimento da nossa região.

2 – A nota do PSTU cita políticos como Lira Maia e Maria do Carmo como prováveis candidatos. Eu não posso deixar de defender o Estado do Tapajós, só porque existe a possibilidade do Lira Maia se candidatar a governador. Uma coisa é certa, o meu voto ele não ganha, nem o candidato do PSTU. (Risos).

3 – Por fim devo dizer uma coisa, o PSTU que está certo em divulgar a nota, afinal, este é um dos partidos que sempre faz campanha dos seus ideais onde der. Eu acho até “engraçado” desde uma greve à uma procissão, onde estiver alguém caminhando nas ruas lá por cima estará tremulando um bandeira do PSTU... 


Mas  é isso aí gente. O bom de tudo que no Brasil ainda existe um pouco de democracia. Assim cada um vende o seu peixe, defende as suas ideias. O importante é que no final vença o que for melhor para a nossa região: 77 SIM ao Tapajós e 77 SIM ao Carajás. 

Click aqui e veja a Nota do PSTU na íntegra>>

Deixe aqui seu COMENTÁRIO: